Espelho (Raulino Júnior)

Sozinho, à noite
Esperando a madrugada
Pra colocar em prática
O meu ócio criativo

Eu começo a pensar em coisas variadas:
no meu cotidiano, na vida das pessoas,
nos meus possíveis amores,
nas guerras, nos horrores que assolam o meu país

E dou de cara com o espelho
Não vejo a minha imagem
Do jeito que eu queria

Espelho
Por que você não se multiplica?
Transforma a minha imagem
Num colossal ponto de vista

Espelho
Me mostra para o mundo
Coloca a minha imagem
No seu plano mais profundo

Esta música foi composta em 19 de janeiro de 2005. Fiz numa madrugada insone. Ela é o resultado de uma reflexão de alguém que quer ser reconhecido pela sua arte. A letra fala disso.

Contato: raulinoscjunior@gmail.com.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s